OS 10 INIMIGOS INTERNOS

Sabia que algumas crenças adquiridas na infância e adolescência funcionam como sabotadores da mente? Lembre-se, os seus resultados estão diretamente ligados a quem você é e ao que você pensa sobre si. Quando não nos sentimos merecedores criamos barreiras e acabamos por ficar desfocados do nosso propósito, fazendo com que os nossos inimigos internos criem espaço e, nos façam agir no modo “piloto automático” impedindo-nos de fazer escolhas coerentes.

Os inimigos internos identificados por, Shirzad Chamine no seu livro Inteligência sobre Positiva (2012) são os sabotadores,“um conjunto de padrões mentais automáticos e habituais,  cada um com a sua própria voz, crenças e suposições que trabalham contra o que é melhor para você.”

O autor, na sua frase “Sua mente é sua melhor amiga. Mas também é sua pior inimiga”, refere que é possível vencer os sabotadores e esclarece que, apenas 20% dos indivíduos e equipas atingem a alta performance.

O modo como encararmos os nossos padrões de pensamento e os escolhemos, vão caracterizar o nosso nível de Inteligência Positiva. O “Coeficiente Positivo – QP” é usado para medir a percentagem de tempo em que a nossa mente nos está a servir, mas acima dos 75% (ponto crítico) a mente está a ser elevada pela dinâmica interna, enquanto que,  abaixo deste valor a mente está a ser arremessada para baixo.

A Inteligência Positiva emerge da batalha entre sabotadores e sábio, quanto mais forte for o segundo maior é o  QP. Existem três estratégias para fortalecer o sábio – enfraquecer os sabotadores, fortalecer osábio e fortalecer os músculos do QP para ter acesso a nossa sabedoria mais profunda. A perspectiva do sábio é de ver os factos como eles são e de transformar as fraquezas em forças. Para enfrentar qualquer negativa do sabotador o autor sugere cinco poderes: a empatia, a exploração, a inovação, a navegação e activação.

Entretanto, o nosso QI – inteligência cognitiva e o nosso QE – inteligência emocional, determinam o nosso potencial, mas é a nossa Inteligência Positiva – QP, que determina quanto deste potencial é atingido.

Antes de pensarmos em enfraquecer os nossos sabotadores, devemos identificá-los. Chamine identificou 10 sabotadores:

1. O crítico: “o sabotador Mestre” – vê defeitos em tudo e critica constantemente.

2. O esquivo: “não consegue dizer não” – busca prazer constante; desvia-se de tarefas difíceis e desagradáveis.

3. O controlador: “faça-se a minha vontade” – quer estar sempre no comando.

4. O hiper-realizador: “o Workaholic” – busca reconhecimento e elogios constantes.

5. O hiper-racional: “o homem de gelo” – tem foco exagerado na racionalidade.

6. O hiper-vigilante: “algo de mal irá acontecer?!” – atenção extrema nos perigos.

7. O prestativo:“quer agradar e ser amado” – busca obsessiva pela aceitação.

8. O inquieto: “não quer perder nada” – não é focado e busca estímulos constantes.

9.  O insistente: “o perfeccionsta” – organizado demais e odeia erros.

10. A vítima: “o mártir” – vitimiza-se; busca atenção e afeto constantemente.

Em jeito de conclusão, já sabemos que os sabotadores existem, mas identifica-los, enfraquecê-los e fortalecer o nosso sábio, reduz bastante a sua força.

Ter controlo emocional e auto-conhecimento ajudam na nossa jornada pessoal e profissional, mas atitudes como – atenção plena usando os 5 sentidos ou sentar-se em silêncio e prestar atenção na respiração; alimentação saudável; ouvir música de forma concentrada; fazer desporto com atenção nas sensações e o contacto com pessoas que gostamos, podem activar o nosso QP.

Para melhor entender os nossos amigos internos e desenvolver a sua inteligência positiva, faça o teste do QP,  por meio do Link abaixo:

http://www.companhiadasletras.com.br/testeinteligenciapositiva/.

Não sobreviva, viva a vida que merece.

Por: Makiese de Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *