O mercado de trabalho e dos negócios é cada vez mais exigente e solicita quase tudo em menor tempo, mas o dia continua a ter 24h. Muitas vezes temos de responder ao excesso de demandas e reuniões de negócios com uma carga horária cada vez mais longa, muitos encontram-se cada vez mais na zona de sobrevivência onde a sua energia está em alta, mas é negativa ou na zona do burnout onde a sua energia está em declínio e a seus sentimentos são negativos.

Essa eterna luta contra o tempo, negligencia e abala justamente o que alimenta nossa capacidade de produzir: nossa energia. Urge a necessidade de aprendermos a arte de gerir a nossa energia, porque enquanto o tempo é finito a energia é recarregável.

A Gestão da Energia, permite-lhe controlar, elevar, recarregar e manter a sua energia de maneira mais hábil.

E precisamos dela desesperadamente pois a carreira em uma organização ou no mundo dos negócios é uma maratona com vários momentos de sprint, onde muitas vezes a meta pode não estar à vista.

Nossa energia é sustentada por 4 pilares: Físico, Emocional, Mental e Espiritual.

Cada um destes pilares precisa ser cuidado de forma específica e de acordo com as necessidades e contexto de cada organização e do(a) profissional.

O pilar físico implica olhar para sua nutrição, exercícios, descanso e sono.

O pilar Emocional está ligado ao controle das suas emoções sejam elas negativas ou positivas.

O pilar mental é sobre a capacidade de manter foco e exercitar sua cognição.

O pilar espiritual conecta-se a valores, propósito, a busca por um sentido de conexão que seja maior do que nós próprios e pode ou não estar ligada a vida religiosa.

Foram já publicados diversos artigos na Harvard Business Review que atestam o impacto significativo que a gestão da energia têm sobre a produtividade. Inclusive grandes empresas como Ernst & Young, Microsoft, Ralph Lauren só para citar algumas, trabalham com programas de gestão de energia e relatam um aumento bem relevante na performance dos líderes de mais alto escalão e colaboradores em geral que participam de tais programas.

A Gestão da Energia permite a organização cuidar dos colaboradores de acordo com a sua estratégia em todas as dimensões, e eles por sua vez retribuem com energia e alta performance.

Assim como uma estrutura arquitetónica precisa de ter todos os seus pilares firmes para garantir que permanece por muito tempo e resista aos embates, os 4 pilares da gestão da energia permitem que a Organização, líderes e equipas mantenham alta performance.

Para dar os primeiros passos na jornada da gestão da energia, pode começar por hábitos simples, mas poderosos, como a famosa pausa para o café, exercícios respiratórios como inspirar e expirar profunda e lentamente por alguns segundos, olhar por alguns segundos a foto de alguém que lhe traga calma e confiança. Permita-se e veja o que virá até a si.

Por Jezreel Madiwano,

Consultora de Capital Humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *